Missionários
Claretianos Brasil

Necrologium Claretianum

Irmão Noviço Manuel Alcubilla Manolo

22/04/1964 (20 anos)

São Paulo, SP, Brasil

São Paulo, SP, Brasil

Ir. NOVIÇO MANUEL ALCUBILLA MANOLO (1964)      

 

Nascimento: 15 de maio de 1935

Localidade: Val de Peñas – Espanha

Pais: Sr. Juan Manuel e Sra. Dorotea

Profissão Religiosa: 29 de maio de 1964

Falecimento: 22 de abril de 1964, em São Paulo, com 20 anos

 

Val de Peñas, Vale da Penha, pequeno povoado da Espanha, foi o lugar onde Ir. Manuel viu por primeira vez a luz do sol, neste mundo, a 15 de maio de 1935. Seus pais, como bons espanhóis, bons cristãos, souberam infundir no seu filho o temor de Deus e transmitir os ensinamentos básicos da religião.

Já havia algum tempo que Onofre, seu irmão carnal, mais idoso, casado, morava no Brasil quando Manuel aqui chegou em 1961. Em contato com os claretianos, em 1962, precisamente a 27 de dezembro, entrou para a Congregação na Casa de São Paulo. Ficou em experiência como irmão missionário postulante.

Vendo os Superiores que ele era de bom caráter, piedoso, o enviaram para Campinas a fim de se preparar para ser um bom digno filho do Imaculado Coração de Maria. Assim, em Campinas, a 1º de fevereiro de 1964 começou o Ano  de Provação, o Santo Noviciado, com o fim de professar em 02 de fevereiro de 1965. Com muito entusiasmo deu início o Noviciado recebendo o santo hábito das mãos do Revmo. Padre Provincial, Faliero Bonci.

Em princípio de março veio a São Paulo, onde se internou no Hospital Matarazzo e sujeitou-se a duas melindrosas operações no intestino. Após a operação, sentindo muitas dores e muito sofrimento e agravando-se o seu estado de saúde, recebeu a Unção dos Enfermos e no domingo de Páscoa emitiu a Profissão Religiosa como é permitido em tais casos.

Depois de quase dois meses de sofrimentos, faleceu placidamente na manhã de 22 de abril às 15 h. Foi enterrado no cemitério do Santíssimo Sacramento, no mesmo dia, à tarde, depois dos funerais e missa de corpo presente celebrada pelo Revmo. Padre Provincial na Capela do mesmo Hospital Matarazzo, nesta Capital.

No santinho, lembrança da missa celebrada, está escrita esta bela oração: “Señor Dios, que nos dejaste La señal de tu Passión en La Sábana santa, en la qual fué envuelto tu cuerpo santisimo, quando por José fuiste bajado de La Santa Cruz, concédenos, oh piedosisimo Señor, que por tu muerte y sepultura, sea llevada el alma de tu siervo Manuel a La Gloria de La Resurrección, donde vives y reinas con Dios Padre en unión del Espiritu Santo Dios por los siglos de los siglos, Amen” Rodag a Dios en caridad por el alma de Manuel. Asi lo suplican su resignado padre D. Juan Manuel Alcubillas, hermanos, Jesus, Onofre y Sofia; hermanos politicos Conchita, Humildad y Pedro; tia Elisa, prima, Emília, sobrinos e demás família. R.I.P.

Livros do Necrologium Claretianum

Navegue no Necrologium Claretianum

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31